Novas diretrizes canadenses sugerem que nefrologistas podem esperar para começar a diálise em alguns pacientes com doençarenal crônica até que a sua taxa de filtração glomerular estimada (EGFR) esteja abaixo de 10 a 12 mL/min.

Com base em uma revisão da literatura que inclui o estudo The Initiating Dialysis Early and Late (IDEAL), a Sociedade Canadense de Nefrologia (Canadian Society of Nephrology) recomenda que os pacientes com uma taxa de filtração glomerular abaixo de 15 mL/min podem ser acompanhados de perto por um nefrologista e que a diálise não precisa começar até que o paciente atinja 6 mL/min ou tiver uma piora clínica.

Louise Moist, da Western University, em Ontário, e presidente do comitê de orientação, disse em um comunicado que não há “nenhuma evidência detectável de benefício para iniciar a diálise antes disso em termos de mortalidade, qualidade de vida ou internação”. E acrescentou que “um início mais tardio evita a sobrecarga e os inconvenientes de um início mais precoce”.

A recomendação do Canadá é baseada em uma revisão de 23 estudos, incluindo o estudo clínico IDEAL, publicado no New England Journal of Medicine em 2010, que concluiu que o início precoce não melhorou a sobrevida, a qualidade de vida ou as taxas de internação em comparação ao início mais tardio.

Alguns especialistas em diálise acreditam que o valor de 6 mL/min ainda precisa ser melhor estudado e que a decisão de iniciar ou não a diálise deve ser individualizada e não simplesmente generalizada por um valor de EGFR – uma opinião partilhada por vários especialistas. É fundamental levar em conta as razões específicas do paciente para iniciar a diálise.

A nova orientação contrasta com a do National Kidney Foundation’s Kidney Disease Quality Outcomes Initiative (KDOQI), que orienta os nefrologistas a avaliarem os riscos e benefícios da diálise para pacientes com EGFR de 15 mL/min ou abaixo deste valor. Ela também difere da diretriz do Kidney Disease – Improving Global Outcomes (KDIGO) que orienta o início da diálise baseado em sintomas urêmicos.

Kerry Willis, PhD, vice-presidente sênior de assuntos científicos na National Kidney Foundation, disse que a organização está atualmente atualizando suas diretrizes e que o grupo chegou a conclusões semelhantes à orientação canadense, mas não vai impor uma meta de EGFR específica. Em vez disso, a orientação incidirá sobre a individualização da iniciação da diálise.

Fonte:

Canadian Medical Association Journal (CMAJ), volume 186, número 2, de 4 de fevereiro de 2014

quarta-feira, 05 de fevereiro de 2014

NEWS.MED.BR, 2014. Novo protocolo canadense sugere que nefrologistas podem esperar mais tempo para iniciar a diálise em alguns pacientes com doença renal crônica. Disponível em: <http://www.news.med.br/p/medical-journal/521037/novo-protocolo-canadense-sugere-que-nefrologistas-podem-esperar-mais-tempo-para-iniciar-a-dialise-em-alguns-pacientes-com-doenca-renal-cronica.htm>. Acesso em: 24 abr. 2015.